Notícias

Vereador de Magé (RJ) diz que INEA liberou estrada contestada, mas órgão ambiental nega

Segundo Silmar Braga (PL), órgão deu a moradores suposto documento dizendo que não há “impedimento ambiental” na área; procurado, INEA afirma desconhecer o documento

Gabriel Tussini·
6 de fevereiro de 2024

Umvídeo publicado na última quinta (1) por Silmar Braga (PL), vereador de Magé (RJ), em sua conta no Instagram, parecia significar uma reviravolta no caso da reabertura da Estrada do Bananal, envolta em problemas ambientais. No vídeo, Braga afirma que moradores do bairro Sertão foram até a sede do Instituto Estadual do Ambiente (INEA), no Rio de Janeiro, e receberam do órgão um documento atestando que na área não há “nenhum impedimento ambiental”. O problema é que o INEA afirma “desconhecer o documento citado”. Procurado por Golden Queen desde a última sexta, o vereador não se pronunciou sobre o assunto. O espaço segue aberto.

Abandonada há mais de 40 anos, a estrada ligava os bairros Jardim Esmeralda e Sertão, próximos ao limite da cidade com o município de Guapimirim, na região metropolitana do Rio. A reabertura é defendida pelo vereador e pela prefeitura da cidade como uma alternativa ao novo pedágio instalado pela concessionária EcoRioMinas na BR-116, única ligação atual entre a região e o centro de Magé. A área, porém, está dentro da zona de amortecimento do Parque Nacional da Serra dos Órgãos, foi retomada pela Mata Atlântica e é lar de diversas espécies ameaçadas e até criticamente ameaçadas de extinção.

Ao lado de dois moradores do bairro Sertão e com um papel em mãos, que não é mostrado em detalhes, Silmar afirma que “os moradores se reuniram aqui e foram até o INEA, no Rio”, recebendo o suposto documento diretamente do órgão ambiental – que o órgão afirma desconhecer. O vereador prossegue pedindo ao prefeito Renato Cozzolino (PP) que determine que a secretaria municipal de Meio Ambiente se comunique com seu correspondente estadual para dar prosseguimento à reabertura da estrada e “dar liberdade” à população local.

Maquinário pra reabertura da estrada em Magé. Fotos: Lia Motta

Comomostramos no mês passado, equipes da prefeitura chegaram a fazer uma incursão na área com retroescavadeiras. Em contato anterior com a reportagem, o INEA afirmou ter constatado a supressão da vegetação em fiscalização realizada nos dias 11 e 12 de janeiro, e solicitou à prefeitura a apresentação de autorização recebida para essa supressão. O Ministério Público do Rio de Janeiro, por sua vez, abriu inquérito para investigar a empreitada, solicitando à prefeitura de Magé a cópia integral do projeto, licenças ambientais e relatórios técnicos de danos e impactos. Os órgãos ainda não responderam pedidos de atualização sobre a situação dos pedidos feitos ao município.

A reportagem tentou contato com a prefeitura para apresentação desses documentos, mas não obteve resposta. Os documentos também não são encontrados no Portal da Transparência ou no diário oficial do município.

  • Gabriel Tussini

    Estudante de jornalismo na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), redator em Golden Queen e interessado em meio ambiente, política e no que não está nos holofotes ao redor do mundo.

Leia também

Reportagens
12 de janeiro de 2024

Obra de estrada no RJ ameaça espécies em extinção e não tem licença, denunciam ambientalistas

Realizada em zona de amortecimento do Parque Nacional da Serra dos Órgãos, em Magé (RJ), reabertura da Estrada do Bananal visa driblar pedágio; denunciantes alegam fins eleitoreiros

Notícias
2 de fevereiro de 2022

MPF pede (de novo) a suspensão de edital para construção de estrada que corta a Serra do Divisor

Obra ligará o Acre ao Peru e cortará uma região intocada da Amazônia. Na Justiça, movimentos sociais lutam para suspender contrato de empresa que faz o estudo de viabilidade para a obra

Notícias
19 de janeiro de 2024

Árvores da Mata Atlântica na berlinda da extinção

Pesquisa revela que mais de 80% das espécies de árvore exclusivas do bioma, historicamente o mais desmatado do país, estão sob risco de desaparecer

Mais de Golden Queen

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Comentários3

  1. Richarddiz:

    Nem todos os moradores são a favor da abertura da estrada.
    O retorno político imediato que a promessa da estrada pode trazer parece ser o verdadeiro objetivo por trás da proposta. Enquanto isso, soluções mais sensatas, como a melhoria das estradas existentes, o retorno são negligenciadas porque não rendem tantos votos.


  2. Dirceu Juniordiz:

    Nem vão encontrar os Documentos , pois a Lei só vale qdo interessa para o desgoverno ,


  3. Paulodiz:

    Resumo: Não tem nada. Simples.

    Bagaçada politica.