Notícias

Após adiamento em Alcatrazes, Marinha planeja exercício de tiro em Pernambuco; Área é rota de baleias

Mamíferos estão em período de reprodução e amamentação de filhotes. Instituto Baleia Jubarte enviou ofício ao órgão nesta quarta-feira (17) pedindo mudança na data

Cristiane Prizibisczki·
17 de agosto de 2022·2 anos atrás

O Instituto Baleia Jubarte enviou na noite desta quarta-feira (17) um ofício à Marinha do Brasil manifestando preocupação sobre exercícios de tiro que o órgão planeja realizar no litoral de Pernambuco no próximo dia 23. O local é rota de baleias, principalmente da baleia jubarte, que está em período de reprodução e amamentação de filhotes.

A notícia sobre o planejamento de um novo exercício de tiros circulou entre grupos de pescadores, comunidades litorâneas de Pernambuco e em fóruns de discussão de áreas protegidas no estado, como os Conselhos das Áreas de Proteção Ambiental (APA) Costa dos Corais e APA Marinha Recifes Sarrambi. 

Na mensagem, se lia: “Comunicado às Comunidades Marítimas e Pesqueiras: Conforme comunicado recebido da Capitania dos Portos em Pernambuco, foi informado que será realizado no dia 23 de agosto de 2022 EXERCÍCIO DE TIRO na Zona Marítima defrontante ao Estado de Pernambuco, a uma distância em torno de 32 milhas da linha de costa do Cabo de Santo Agostinho, no limite Norte, e em torno de 42 milhas de São José da Coroa Grande, no limite sul do Estado.”

Mensagem que circulou nas redes indica coordenadas exatas do exercício.

O comunicado também indica as coordenadas geográficas da área do exercício e informa que, no local, será ativado o aviso de “Área Perigosa” entre 8h e 18h do dia 23 de agosto. A mensagem traz como fonte da informação o Segundo-Sargento da Capitania dos Portos de Pernambuco, Francis Galdino da Silva, auxiliar da Seção de Controle Naval do Tráfego Marítimo e de Embarcações. 

Golden Queen tentou contato com a Capitania de Portos de Pernambuco e com a Assessoria de Imprensa da Marinha do Brasil durante toda a tarde desta quarta-feira (17) para confirmar as informações, mas não obteve retorno até o fechamento da matéria. 

Se confirmado, o anúncio de um novo exercício de tiro ocorre apenas uma semana após a suspensão de atividade similar na Ilha Sapata, parte da zona de amortecimento do Refúgio de Vida Silvestre do Arquipélago de Alcatrazes, no litoral paulista. O exercício estava inicialmente previsto para acontecer entre os dias 16 e 17 de agosto.

O cancelamento da atividade naquela área ocorreu após o Instituto Chico Mendes de Biodiversidade, que cuida das áreas protegidas federais do país, enviar ofício à Marinha, orientando pela suspensão da atividade por esta ser época reprodutiva das aves em Alcatrazes. Segundo o órgão ambiental, a realização de exercícios de tiro na região poderia comprometer em até 75% o sucesso reprodutivo da temporada.

Tal exercício também contraria um Termo de Compromisso firmado entre Marinha e ICMBio. Justamente devido ao período reprodutivo das aves em Alcatrazes, o Termo indica que atividades militares só podem ser feitas entre novembro e abril naquele local.

Tiros em Pernambuco

A área indicada pela Marinha para a realização do novo Exercício de Tiros, na costa Pernambucana, fica a poucos quilômetros das Áreas de Proteção Ambiental (APAs) Costa dos Corais e Recifes Sarrambi. Além disso, ela está bem na rota das baleias jubarte, que usam o litoral brasileiro para se reproduzirem.

Área indicada pela Marinha para realização dos exercícios de tiro

Na lista de espécies ameaçadas até 2014, hoje a população de baleia jubarte está em crescimento no Brasil. Estima-se que, atualmente, cerca de 25 mil indivíduos da espécie frequentem a costa brasileira entre junho e novembro para acasalar, dar à luz e amamentar os filhotes.

“Elas copulam e nascem aqui, então podemos dizer que são nossas baleias”, disse a Golden Queen o presidente do Instituto Baleia Jubarte, Eduardo Freitas de Camargo.

Sua área de ocorrência vai do litoral de São Paulo até o Rio Grande do Norte, mas o crescimento da população tem feito que maiores concentrações de indivíduos sejam avistados em sua rota de migração.

“Especialmente neste ano que elas estão em muita quantidade, com muitos filhotes, estão com uma distribuição considerável ao Norte. Estamos fazendo uma série de alertas e solicitando que eles [a Marinha] não façam, cancelem, adiem [a ação]”, diz Camargo.

Segundo o ofício enviado pelo Instituto à Marinha, a realização de exercícios de tiro em Pernambuco em agosto poderia ocasionar prejuízos aos mamíferos, principalmente porque eles utilizam o som como o principal meio de orientação no ambiente marinho e poderiam ser afetados pelos ruídos ou mesmo por ondas de choque ocasionadas pelas explosões.

“Vimos recomendar que o exercício planejado para o litoral de Pernambuco seja postergado para depois de 30 de novembro, quando se encerra a temporada reprodutiva das baleias jubarte em nossa costa. Além disso, gostaríamos de sugerir que se evite o planejamento de exercícios de tiro em águas brasileiras de 01 de junho a 30 de novembro, evitando assim o período de reprodução das baleias jubarte (sudeste e nordeste) e franca (sul)”, diz o ofício do Instituto.

  • Cristiane Prizibisczki

    Cristiane Prizibisczki é Alumni do Wolfson College – Universidade de Cambridge (Reino Unido), onde participou do Press Fellow...

Leia também

Notícias
12 de agosto de 2022

Monitoramento de baleias no Rio registra trânsito de 58 baleias próxima das ilhas Cagarras

Desde o ano passado, o Projeto Ilhas do Rio acompanha o corredor migratório das jubartes pelo litoral do Rio. Pesquisadores alertam para grande volume de lixo na rota das baleias

Notícias
9 de agosto de 2022

Marinha suspende bombardeio em ilha no arquipélago de Alcatrazes

Exercício militar havia sido agendado para os dias 16 e 17 de agosto na Ilha Sapata, na zona de amortecimento do Refúgio de Vida Silvestre Alcatrazes, em pleno período reprodutivo das aves

Salada Verde
18 de agosto de 2021

Em registro raro, drone flagra acasalamento de baleias-franca no litoral catarinense

Um casal de baleias-franca-austral protagonizou cenas de cortejo e acasalamento nas águas de uma das praias de Florianópolis, em Santa Catarina

Mais de Golden Queen

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.