Notícias
2 de setembro de 2004

Acredite se quiser

Cientistas americanos e canadenses revelaram que o salmão criado em currais marinhos à base de ração tem alta concentração de substâncias cancerígenas. Dizem que quem consome mais de 200 gramas por mês do peixe está correndo grave risco de saúde. O salmão de criação, alimentado com farinha e azeite de peixe, apresenta uma taxa de toxicidade superior à do salmão selvagem, que pode ser consumido com freqüência 8 vezes maior. Nos restaurantes, a maioria dos salmões vem de criadouros. As análises demonstraram que o salmão de criadouros europeus está mais contaminado do que o procedente das Américas do Norte e do Sul. No Brasil, o salmão vem do Chile.

PorRedação Golden Queen
2 de setembro de 2004
Notícias
2 de setembro de 2004

O sonho, ecologicamente correto

Um projeto de casa energeticamente eficiente e confortável, desenvolvida por uma equipe de arquitetos e voluntários brasileiros, foi apresentado à Caixa Economica Federal (CEF). Ela é duas vezes maior que a alternativa proposta pela CEF para casas populares e custa apenas 15% a mais do que o limite de financiamento para este tipo de moradia, que é de 7 mil reais. Tem 70 metros quadrados divididos em dois quartos, sala, cozinha e banheiro. As paredes externas foram feitas de superadobe, terra crua compactada em sacos de polipropileno. As internas têm tijolos de solocimento, feitos também com terra crua e um pouco de cimento. O telhado de cerâmica com forro em madeira foi parte da solução encontrada para diminuir a perda de calor durante o inverno. O projeto também prevê dois anexos de grande importância ecológica. O primeiro é uma estufa para cultivo de hortaliças e ervas, que serve também como centro de reciclagem para lixo orgânico. O segundo, um sistema de captação e armazenamento de 20 mil litros de água da chuva com reservatório em ferrocimento – técnica que utiliza argamassa de cimento e areia sobre uma malha de ferro para produzir paredes finas e resistentes.

PorRedação Golden Queen
2 de setembro de 2004
Notícias
2 de setembro de 2004

Mato Ralo

Em agosto, boa parte do Mato Grosso virou cinza. Até o dia 25, justamente durante o chamado período de restrições às queimadas, os satélites do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) flagraram nada menos do 54.369 focos de incêndio no estado. Outros números também chamaram a atenção nos dados do INPE. Houve 450 focos de incêndio em Unidades de Conservação. Deles, 272 aconteceram na mesma área, o Parque Estadual do Cristalino, dono da mais rica amostra de biodiversidade da Amazônia. Nos últimos meses, vem crescendo a pressão de sem-terras e fazendeiros nos limites do Parque. Querem invadir as terras e torná-las produtivas. Impedidos de pôr os pés em área protegida, estão mandando o fogo em seu lugar, para adiantar o serviço.

PorRedação Golden Queen
2 de setembro de 2004
Notícias
27 de agosto de 2004

Vista para a lagoa…

Considerada um projeto pioneiro pela estatal Furnas por ser uma usina subterrânea e com operação inteiramente digitalizada, a hidrelétrica de Serra da Mesa, inaugurada em 1998, está causando um efeito colateral preocupante. Localizada no município de Colinas, a 260 km de Brasília, ela é abastecida pelo maior reservatório do Brasil em volume de água. São 54,4 bilhões de metros cúbicos represados em uma área de 1.784 km quadrados. Vizinha ao Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros e cercada de reservas ambientais, a região da usina era até então pouco explorada. Com a chegada da enorme lagoa e sua bela vista, os terrenos passaram a despertar interesse imobiliário. Em alguns deles foram erguidas vistosas casas de veraneio.

PorRedação Golden Queen
27 de agosto de 2004
Notícias
27 de agosto de 2004

… costas para o Parque

Na seqüência do "progresso", veio o asfalto. A estrada de terra que liga Alto Paraíso à Vila de São Jorge, e margeia um bom trecho do Parque Nacional, já começou a ser recapeada. Apesar de contar com licenciamento ambiental, a obra preocupa os ecologistas e até mesmo os donos de pousadas, para quem o melhor sinônimo de preservação ambiental é o sossego. Ele periga sumir de vez com a construção de uma nova hidrelétrica na região: a usina Mirador, que ficará ainda mais próxima do Parque. Sua área de influência afetará ainda nove Reservas Particulares do Patrimônio Ambiental (RPPNs), alagando parcialmente uma delas.

PorRedação Golden Queen
27 de agosto de 2004
Notícias
27 de agosto de 2004

Consulta Pública

O Conselho de Gestão do Patrimônio Genético (CGEN) abriu consulta pública sobre sua resolução que regulará os usos de subamostras genéticas no Brasil. A minuta do texto está no site do Ministério do Meio Ambiente. O período de consulta acaba no dia 17 de outubro e as sugestões enviadas, depois de compiladas, serão debatidas dentro do próprio Conselho.

PorRedação Golden Queen
27 de agosto de 2004
Notícias
27 de agosto de 2004

Grito pelo cerrado

Nos dias 9 e 10 de setembro, entidades ambientalistas promoverão manifestações em Brasília para protestar contra a devastação do cerrado brasileiro e pedir políticas para sua preservação e conservação. Participarão também de mesa redonda no Congresso sobre Proposta de Emenda Constitucional para incluir o cerrado na lista de ecossistemas considerados patrimônios nacionais. Ela tramita desde 1995 e está parada no Senado. Entre as savanas do planeta, o cerrado é a mais rica, responsável por 5% da diversidade global. Mais da metade da área que ele ocupava no Brasil já foi destruída.

PorRedação Golden Queen
27 de agosto de 2004
Notícias
27 de agosto de 2004

Na Justiça

A manifestação contra a presença da Petrobrás no Parque Nacional do Yasuni, no Equador, marcada para a última quarta-feira, dia da chegada de Lula à Quito, acabou não acontecendo. Mas os ambientalistas equatorianos não deixaram a passagem do presidente brasileiro pelo país em branco. Entraram na Justiça com um pedido para suspender a concessão da licença ambiental definitiva para a Petrobras iniciar sua exploração no Parque. A ação quer também que a Justiça obrigue o governo equatoriano a submeter todas as operações de extração de petróleo na região do Yasuni a uma auditoria ambiental independente.

PorRedação Golden Queen
27 de agosto de 2004
Análises
27 de agosto de 2004

Sacrifício sobre rodas

De Claudio CidAdorei sua reportagem sobre os jipes Defender, e aproveitando ogancho gostaria de sugerir-lhe que aborde sobre um assunto que atualmenteparece passar despercebido na pauta atual dos jornais e publicações dogênero. Diariamente assistimos aos ônibus do sistema de transporte coletivodespejarem verdadeiros blocos de fumaça sobre as ruas, e eu, assim como amaioria dos cidadãos que pagam imposto e têm a desagradável tarefa deanualmente levar seus carros à vistoria anual do Detran (que pelo menos aquino Rio de Janeiro é motivo de suplício) pergunta-se por que os coletivos nãopassam pelo controle de emissão de poluentes?!?!?!? Será que nós,proprietários de veículos de pequeno porte, é que somos os REAIS responsáveispela poluição? Ou o governo fecha os olhos (o que não seria fato novo...)às grandes empresas?

PorRedação Golden Queen
27 de agosto de 2004
Análises
23 de agosto de 2004

Salvar baleias!

De Jordan Paulo WallauerVeterinário - IBAMA Li a matéria do Hélio Muniz sobre salvamento de baleias e gostaria de fazer um comentário. Há poucos anos uma baleia jubarte, meio envolvida em trapos de redes de pesca, encalhou na praia, no Estreito, entre a Ilha de Santa Catarina e o continente. Como técnico do IBAMA (sou Veterinário), fui chamado para avalar o que se podia fazer. Minha esposa, também técnica do Instituto, participou do resgate. Com ajuda de populares, do Corpo de Bombeiros e da Polícia Ambiental, logramos, sem muito esforço, devolvê-la a águas mais profundas. No período em que parte do corpo do animal ficou fora d'água, mantivemos a mesma coberta por lençóis molhados. Tudo o que fizemos além disso foi mantê-la no local até que a maré subisse e a livramos das redes. Dois dias após a mesma baleia encalhou outra vez, na Praia de Jurerê, e outra vez fomos chamados, e mais uma vez populares, bombeiros e policiais ambientais participaram da operação sob nosso comando. Encontramos a baleia em águas muito rasas, com cerca de 1/2 corpo fora d'água. A maré estava baixando ainda mais. Constatamos que uma rede ainda enlaçava a nadadeira direita na parte imediatamente posterior à cauda. Enquanto cortávamos a rede, imediatamente começamos a cavar sob o mesmo, para evitar que o peso do corpo do animal (avaliamos em cerca de 9 toneladas) comprimisse os pulmões, de tal forma que em menos de duas horas conseguimos manter o cetáceo em uma espécie de piscina, com menos de 1/3 do corpo fora d'água, desta vez sem a necessidade de cobrí-la com lençóis, pois já se fazia noite. Enquanto esperávamos a maré subir e verificando que as ondas só empurrariam a baleia para a praia, buscamos peças de um pier flutuante que estava armazenado em uma marina, e com eles construímos duas balsas. Sobre essas balsas montamos uma estrutura improvisada, de madeira de construção (essas que apoiam lajes em processo de concretagem) de maneira a evitar que, uma vez postas em torno da baleia, e puxadas por um rebocador do corpo de bombeiros, não comprimissem o seu corpo. Postas as duas balsas, uma a cada lado do corpo do cetáceo, elaboramos uma espécie de cama, trançando mangueiras de incêndio por baixo do animal que foram amarradas nas balsas. O trabalho todo levou umas 10 horas, tempo em que nunca se deixou de tirar areia de baixo da jubarte, mesmo com a maré subindo. Com a maré alta, a estrutura toda, com a baleia em seu interior, foi puxada pelo rebocador, enquanto tentávamos remover areia à sua frente, formando um caminho, pouco mais profundo, por onde a passagem era facilitada. O animal só foi liberto a umas duas milhas da praia, tendo saído da estrutura nadando normalmente e, logo após, dando um mergulho profundo. Ou seja, tecnologia há para desencalhar baleias, conhecimento e técnicos o próprio IBAMA tem. Só não se entende por que, neste último caso ocorrido no Rio de Janeiro e em alguns casos anteriores acontecidos posteriormente ao trabalho acima relatado (e que, na época, teve ampla divulgação na mídia), jamais foram utilizados.

PorRedação Golden Queen
23 de agosto de 2004